5 efeitos físicos e mentais do orgasmo feminino

 
 
 
 

1. Te relaxa

Bye bye, cortisol! Gozar reduz os níveis de hormônio do estresse. Isso explica a deliciosa sensação de relaxamento que vem depois do grande O. É ótimo para relaxar depois de um dia cheio de tarefas desgastantes.

Gozar é uma minibomba de ocitocina (hormônio do bem-estar, da conexão amorosa) que te faz superbem!

2. Ajuda a equilibrar seus hormônios

Sim! Sim! No livro “Woman Code”, a maravilhosa Alisa Vitti dedica um capítulo inteiro para falar da relação entre os nossos hormônios e a sexualidade. Infelizmente não temos a versão em português!

Ela criou todo um protocolo holístico de cuidados com a alimentação e o estilo de vida para otimizar a vida da mulher e a sua saúde. Tem muitas etapas antes desse equilíbrio ligado à sua sexualidade (equilíbrio dos níveis de açúcar no sangue, desintoxicação do organismo, entre outros), mas algumas dicas que aprendi com ela com certeza vão te dar orgasmos muuuito melhores (e saudáveis!).
Sempre toque todo o seu corpo e evite se masturbar daquele jeito rapidinho-direto-no-clitóris como aprendeu na adolescência. Principalmente se você usa vibradores! Dê tempo pro seu corpo entender que está em uma situação de prazer e liberar todos os deliciosos hormônios ligados a isso. Varie na pressão, tipo de toque… Estenda o tempo desse encontro com você mesma.

Além disso, procure observar o seu ciclo e a forma como você se relaciona sexualmente em cada fase dele. Para quem não toma pílula isso fica bem mais fácil de observar. Existe um certo padrão cíclico onde logo após a menstruação há uma energia de leveza e diversão com a sexualidade (fase folicular), seguido de uma fase onde o sexo é muito amoroso (perto e durante a ovulação), depois um foco no seu próprio prazer e descoberta do seu poder (fase luteal) e, durante a menstruação, uma sexualidade mais tranquila, lenta. Porém, cada mulher é única, e talvez você viva sua sexualidade cíclica de uma maneira diferente.

3. Desliga seu cérebro

Calma, isso não é ruim, nem permanente. É um efeito que dura pouquíssimo tempo.

Eu sei que “seu cérebro é seu maior órgão sexual” e tudo mais. Concordo! Mas estudos colocaram mulheres para se estimularem até o orgasmo enquanto escaneavam seus cérebros. O resultado? Os pesquisadores observaram que muitas áreas do cérebro feminino são desativadas durante o orgasmo, inclusive aquelas ligadas à emoção.

Eu vejo esse efeito do orgasmo como profundamente positivo, já que passamos o dia inteiro com a mente a mil por hora inventando histórias, produzindo julgamentos sobre nós mesmas e os outros ao nosso redor, preocupações inúteis… É bom saber que o orgasmo funciona como um botão “desliga”.

4. Melhora dor de cabeça e cólicas

Lembra da ocitocina que eu falei ali em cima? Ah, ele também ajuda nesse ponto.

As contrações involuntárias do corpo pós-orgasmo também podem reduzir significativamente as cólicas. Faça o experimento na próxima vez que estiver sentindo esse desconforto!

Já deixo a dica: para algumas mulheres, o primeiro orgasmo dá uma piorada (provavelmente porque contraem muito o corpo inteiro quando estão chegando perto), mas o segundo é certeiro para aliviar a dor.

Não funcionou?! Tenta aí o terceiro. Ou talvez seu número de sorte seja o 4.

5. Faz você se sentir a rainha da porra toda

Um efeito psicológico de gozar, principalmente quando você consegue chegar lá sozinha, é simplesmente se sentir a Deusa de toda a existência! Carregando as crenças históricas e culturais sobre sexualidade e ser mulher na sociedade que carregamos, você conseguir se libertar e gozar feliz é uma GRANDE VITÓRIA! Celebre!
 

Venha conhecer o mais completo motel de Curitiba – Motel Tarot